Palavras que Edificam
De boas palavras meu coração está cheio, na escrita me revelo.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos

Sede saciada


Já nascemos famintos
dramáticos, carentes
Querendo sempre colo
e abraços quentes

A medida que crescemos
a sede só aumenta
A busca tem longas pernas
e pensamentos descontentes

Não se acha o que deseja
isso frustra os devaneios
As conquistas nunca chegam
o tempo faz os seus bloqueios

A felicidade efêmera
no cansaço busca o fôlego
e os castelos de cristal
se desfazem no temporal

No meio da caminhada
uma fonte jorra plena
Quem beber desta água
Saberá que vale a pena

Não está nos altares
nem nos momentos seresteiros
jorra do sangue derramado
Pelo sacrifício do Cordeiro

Essa sede é saciada
Pelo palavra que  transforma
Enche o ser com o Espírito Santo
De alegria ele transborda

Elma Sales

Elma Sales
Enviado por Elma Sales em 27/09/2019


Comentários